Blog dos anjos

1001 segredos angelicais para compartilhar

O rubi, a pedra preciosa dos alquimistas

rubi-pedra-preciosa-alquimista

Rubi deriva do latim “rubeus” que quer dizer vermelho. Mas, sem dúvida, também significa “re-bis”, ou “coisa dupla”, palavra composta que deu origem ao rébus, enigma: uma palavra que permite supor que o rubi esconda um sentido secreto, o da pedra filosofal, finalização da obra em… vermelho.

O rubi, pedra de fogo e sangue

O rubi é mais forte que qualquer uma das pedras mais ardentes e lança raios similares à um carvão aceso cuja luz as trevas não conseguem apagar.

Rémy de Gourmont, “Le latin mystique” [O latim místico] – Paris, 1913, segundo o bispo Marbode

Também conhecido sob a designação de carbúnculo, que significa “carvão” ou “brasa incandescente”, o rubi procede simbolicamente do fogo. Diz-se que ele orna a testa de todos os dragões.

Entretanto, ele também representa, em função da sua cor, o sangue e, portanto, a vida. Inclusive, o seu tom de colorido é designado pela expressão “sangue de pombo“.

Qual é o significado do rubi?

Na Antiguidade ele era considerado como a pedra da felicidade. Ele era chamado também de “pedra dos apaixonados“. Dizia-se ainda que se ele mudasse de cor, era mau presságio, mas que a infelicidade passaria assim que ele retomasse a sua cor púrpura.

O rubi e as suas benesses

As tradições lhe atribuem inúmeras virtudes. Levá-lo consigo apaziguaria, por exemplo, as hemorragias, clareando o sangue, favorecendo a memória, protegendo o coração e devolvendo o vigor. Ele chegaria a eliminar a tristeza e varreria para longe os maus pensamentos…